21.11.12

Josephine Baker, um mito

Nascida em St. Louis, Missouri, Freda Josephine Mc Donald foi um ícone à frente de seu tempo. Sua relação com a dança esteve presente desde a infância, quando ainda era artista de rua em St. Louis. Josephine também participou de vários espetáculos de vaudeville no início de sua carreira. Mas foi em outubro de 1925, que sua carreira deu um salto: ela apresentou o espetáculo La Revue Nègre, no Thèatre des Champs-Élysées. Baker era fluente em inglês e francês. Suas apresentações caíram no gosto da população francesa. Josephine costumava a dançar semi nua, vestindo apenas uma mini-saia feita de bananas. Foi então que a Pérola Negra, seu apelido, foi rumo ao estrelato.  Sua principal concorrente era a dançarina e vedete francesa, Mistinguett. O estilo de Josephine era totalmente diferente: ela adorava roupas com influências africanas e com muitos acessórios. Em muitos de seus shows em Paris, ela apresentava-se com seu guepardo de estimação, Chiquita. Josephine era musa e amiga de personalidades como Pablo Picasso, Christian Dior, Ernest Hemingway, etc. Ao longo de sua carreira, Josephine estrelou em vários filmes. Foi ela quem tornou o Charleston famoso. Na Segunda Guerra, ela colaborou com a Resistência Francesa, então, tornou-se espiã. Nos anos 60, ajudou Martin Luther King Jr. com a luta contra o racismo nos Estados Unidos. Josephine Baker adotou 12 órfãos de etnias diferentes e casou-se quatro vezes. É considerada a primeira grande estrela negra das artes cênicas. Josephine faleceu em 1975, aos 68 anos.

Born in St, Louis, Missouri, Fred Josephine Mc Donald was an icon ahead of her time. Her relationship with dance was always present since childhood, when she was a street performer in St. Louis. Josephine also attended several vaudeville shows in her early career. But in Octuber 1925 her life changed:  she opened the La Revue Nègre show at Thèatre des Champs-Élysées in Paris. Baker was fluent in English and French. Her performances became very popular in France. Josephine used to dance naked or wearing a mini skirt made of bananas. Her main competitor was the French dancer, Mistinguett. Josephine's style was totally different: she enjoyed clothing with African influences  and with many accessories. She also used to perform with her cheetah named Chiquita. Josephine was muse for many artists such as Pablo Picasso, Christian Dior, Ernest Hemingway, etc. Throughout her career, she starred several films. It was Baker who made the Charleston dance famous in Europe. She was a spy during the World War II, collaborating with the French Resistence. In the sixties, she contributed to combating racism in United States. Josephine also adopted 12  multi-ethnic children. She is considered the first big black star of performing arts. She died in 1975.









Atenção: pessoal, por alguns dias devido a obras na minha casa eu ficarei sem Internet, então, as postagens irão diminuir bastante. Os comentários responderei quanto mais cedo possível, ok? Espero que entendam.  O que acharam desse ícone das artes contemporâneas? Beijos!!

Attention: guys I cannot answer all the comments and the posts won't be regular because i'm without Internet, ok? I will answer them as soon as possible, ok? I hope you understand it. What did you think of the post? Kisses!!

                                                                                                                       *Post Especial do Dia da Consciência Negra

Fotos: Tumblr
Fontes: Wikipedia & Tumblr

22 comentários:

  1. Linda demais! A Thaís Araújo fez um ensaio na revista Glamour inspirada nela!

    Beijão!

    izabellaniquito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Iza,

    fiquei impressionada como ela era ativa, gosto de pessoas assim.

    Bejim e boa reforma.

    ResponderExcluir
  3. Oi linda, eu conheci ela no início do ano, quando a Thaís Araujo fez um editorial inspirado nela para a revista Glamour. Fiquei apaixonada!!!!!
    Beijinhos e boa sorte na reforma, tenho traumas!!!
    modanovideoclipe.com

    ResponderExcluir
  4. Realmente, um mito! Que mulher ativa em tantas áreas e uma pioneira nas artes.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. que post mais lindo!! fiquei impressionada com o quanto ela era transgressora né?! muito diva!!

    http://heartsugarcubes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. ainn não a conhecia, adorei a historia que dançarina polemica so falou usar somente folha de parreira para dançar kk

    ResponderExcluir
  7. Olá Iza!
    Não conhecia, história linda a dela!

    Beijinhos,

    www.noivadoedgar.blogspot.com

    Fan Page: https://www.facebook.com/thestyleofhislove

    ResponderExcluir
  8. Hi! Im Fran, a spanish male fashion blogger.Maybe you like my style and want to follow me.

    http://www.showroomdegarde.blogspot.com.es/2012/11/gentleman-in-b.html

    twitter: @showroomdegarde
    facebook: showroomdegarde

    ResponderExcluir
  9. Nossa que linda ela, eu não conhecia.
    Grande história.
    Rafa
    Blog Melody
    http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Iza!
    Muito legal conhecer essas pessoas revolucionárias..adorei as fotos, principalmente aquela em que ela está com o guepardo.
    Ah legal você ter curtido os cosplays da Ada. Procurei selecionar os melhores que achei. Então..eu já não sou muito fã dos filmes porque gosto dos games. Se o filme seguisse a história dos games, aí sim ficaria fantástico. A trama do game e os personagens são excelentes.
    boa semana!
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Adoramos o seu post,maravilhoso.
    Desejamos você amiga uma ótima semana.
    Bijos da Glorinha.
    Recomendamos seu blog no G+1
    http://sbrincos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Iza,

    Não conhecia nada da história de Josephine, apesar de sua imagem não me ser desconhecida.

    Ela me parece ter sido uma mulher bem forte e bem a frente de seu tempo! Gostei de conehcê-la um pouquinho melhor!

    Beijos e boa semana para você, viu?

    Michas
    http://michasborges.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Ja vi algumas fotos mas não conhecia a história dela.... além de linda e talentosa era dadivosa, um ícone a ser seguido.

    Boa semana, moça

    ResponderExcluir
  14. OI Iza,
    adorei conher a história dela..Linda demais, e um ícone muito importante da história da mulher.
    Espero que sua reforma não demore, já estou com saudades de seu texto, assuntos interessantes e curiosidades histórico-cultural do mundo vintage.
    bjos

    ResponderExcluir
  15. oi Iza, amei o post...volte logo linda.Estamos com saudade..beijos

    ResponderExcluir

  16. Olá linda,
    Tudo bem contigo?

    Quanto tempo não dou uma olhada aqui no blog, dei uma sumida por causa das provas da faculdade, ainda tenho essa semana e a outra, mas consegui dar uma parada para ver o blog da minha amiga, estava morrendo de saudades de passa aqui e deixar um recadinho, enfim estou aqui.


    Linda, entrevista exclusiva com banda @ArsenicSounds no blog Maah Music, http://estilloetendencias.blogspot.com.br/2012/11/entrevista-exclusiva-com-banda-arsenic.html
    Super beijo. Parabéns sempre pelo blog lindo e de bom conteúdo!
    @maahmusic

    ResponderExcluir
  17. ADORO a Josephine Baker. Há tempos que estou procurando os filmes que ela fez. E o que dizer das músicas? Baker, um mito! Parabéns pela escolha e pela homenagem.

    ResponderExcluir
  18. Oi Iza,muito bom o post, ela é o máximo mesmo.

    ,tem mimo pra você:http://tenhoalmavintage.blogspot.com.br/2012/11/premio-dardos.html

    Beijo no coração,uma semana iluminada !
    Lílian -Blog:”Duas Moças Prendadas!”

    ResponderExcluir
  19. Oi flor, tudo bem? passei para conhecer o seu blog gostei muito e já estou te seguindo, também sou Blogueira Unida, e te convido a conhecer meu cantinho e se gostar me siga também... www.bybeiju.blogspot.com.br e bjim e até lá!

    ResponderExcluir

Comente e me mostre a sua opinião sobre a postagem. Eu vou adorar saber o que você acha do blog. Mas lembre-se: sem palavrões ou xingamentos. Ah! E deixe o endereço do seu site/blog.