29.1.13

Meme: Laço de Incentivo a Leitura

Recebi há alguns dias uma meme dos blogs La Vie en rose..., Puro Estilo e Melody. A meme tem como intuição, o incentivo à leitura. E como sou apaixonada por livros, farei-a com o maior prazer. Como recebi a tag três vezes, responderei a pergunta três vezes, também. Ok? Vamos às regras?

1. Postar a imagem com o laço
2. Indicar 10 blogs
3. Avisar os blogs indicados 
4. Responder a pergunta.

Guys, I received some days ago a meme from the blogs La Vie en rose..., Puro Estilo and Melody.The meme has the intuition, the incentive to reading. And me as a book lover, will make it with so much pleasure. Well, I received it 3 times, so I'm gonna answer this question 3 times too, ok? Let's see the rules?

1. Post the image with the ribbon
2. Indicate 10 blogs
3. Tell the indicated blogs
4. Answer the question

    Qual livro você indicaria para uma pessoa começar a ler?
   What book would you suggest to a person starting to read?



             1. A Menina Que Roubava Livros/ The Book Thief
Um livro que te prende do início ao fim. Assim que eu descrevo A Menina Que Roubava Livros de Markus Zusak. O livro conta a história de Liesel Meminger, uma garotinha alemã que vive, com seus pais adotivos em plena Alemanha Nazista. Liesel é aparentemente normal, mas driblou a morte três vezes, o que faz com que esta conte sua história. Sim, a narradora do livro é a morte. Mas não se assustem, pois a história não é pesada e muito menos, assustadora. Pelo contrário, A Menina Que Roubava Livros é um livro emocionante e inteligente. Li ele em uma semana e o recomendo bastante.

A book that hooks you from the start to end. This is how I describe The Book Thief by Markus Zusak. The book tells the story of Liesel Meminger, a German little girl who lives with her adoptive parents in the Nazi Germany. Liesel is apparently normal, but she dribbled death three times, what makes it, the death tells Liesel's story. Yes, the book's narrator is the death. But don't be scared, because the story isn't though and scary. Rather, The Book Thief is an intelligent and exciting book. I read it in a week and recommend it very much.

   2. O Amor nos Tempos do Cólera/ Love in the time of Cholera
Um dos meus livros prediletos. O Amor nos Tempos dos Cólera, de Gabriel Garcia Márquez, é um romance cativante e que te faz sentir as mesmas emoções que os personagens do livro sentem. A história se passa no século XIX na América do Sul. Florentino Ariza é apaixonado por Fermina Daza, porém os dois passam 50 anos sem nenhum contato. O livro tem uma escrita tão descritiva, que parece que você também faz parte da história. Realmente um clássico da literatura latina.

One of my favourite books. Love in the Time of Cholera, by Gabriel Garcia Márquez, is a captivating novel that makes you feel the same emotions of the characters in the book. The story takes place in South America in the nineteenth century. Florentino Ariza is completely in love with Fermina Daza, perhaps the two both pass 50 years without any contact. The book has a so descreptive written, that it seems you're are in the story. It's a classic of Latin Literature.

       3. O Demônio e a Srta. Prym/ The Devil and Miss Prym
Quando li O Demônio e a Srta. Prym, senti uma grande emoção pois esse foi meu primeiro livro de Paulo Coelho. Confesso que a obra me atraiu pelo título, mas eu acabei me apaixonando pelo livro. Uma história que se trata de ganância. Viscos é um pequeno vilarejo onde todos os moradores vivem uma vida simples.  Mas com a chegada de um estranho viajante, o cenário pacato muda. O estranho propõe aos habitantes dez barras de ouro a quem cometer um assassinato. O Demônio e a Srta. Prym é um livro muito interessante e que nos faz pensar no bem e no mal.

When I read The Devil and Miss Prym, I felt a great joy because this was my first book by Paulo Coelho. I confess that firstly what attracted me was the title, but soon I fell in love with the book. A story about the greed. Viscos is a small village where all the villagers have a simple life. But when a strange traveller comes, everything changes. The stranger proposes to the inhabitants, 10 gold bars to those who commit murder. The Devil and Miss Prym is a very interesting book and that makes you think about good and evil.

Blogs que repasso a meme:


Espero que vocês tenham gostado das dicas. Beijão!!!!
I hope you like the post, dears. Kisses!!!!!

Fotos/ images: Tumblr & We Heart It

24.1.13

O que é Haute Couture?

Jean Paul Gaultier Spring Couture 2013
Não sei se todos vocês sabem, mas começou na segunda-feira, a Semana de Alta-Costura de Paris,  um dos eventos mais importantes da moda mundial.  Mas, vocês sabem o que significa Haute Couture?  A palavra couture, em francês, quer dizer trabalho de agulha ou costura. O primeiro estilista a produzir um desfile de moda, foi Charles Frederick Worth, em Paris em 1858. O desfile continha modelos e não cabides, uma novidade na época. Charles é conhecido como, o Pai da Alta-costura. Em geral, a Alta-costura refere-se à criação de peças artesanais, modelos exclusivos, com muita pedraria, metais preciosos e bordados, que são vendidos por altos preços aos seus clientes. Para evitar que os modelos fossem vítimas de plágio, foi criado em Paris, no ano de 1868, a Chambre Syndicale de la Confection et de la Couture pour Dames et Fillettes. E para estabelecer Paris como a capital mundial da moda, o sindicato criou em 1945, uma mostra itinerante de roupas, o Théâtre de la Mode. A Chambre Syndicale de la Haute Couture determina que as maisons devem empregar 20 pessoas, no mínimo. Elas também precisam apresentar, no mínimo 50 modelos originais para as coleções de primavera/ verão e outono/inverno (apresentadas em janeiro e julho, respectivamente). Entre os membros permanentes estão Chanel, Dior e Givenchy.

I don't know if all of you know, but last Monday started the Spring Summer 2013 Haute Couture in Paris, one of the most importants events of the fashion world. But, do you know what does Haute Couture mean? The word couture, in French, means seam or needlework. The first fashion designer to produce a fashion show was Charles Frederick Worth, at Paris in 1858. The show had models and not hangers, something new at that time. Charles is considered the Father of Haute Couture. In general, the Haute Couture refers to creation of handmade pieces, exclusive models, with a lot of jeweled, precious metals and embroidery, that are sold for high prices to the customers. To avoid that the models were plagiarized, it was created in Paris in 1868, the Chambre Syndicale de la Confection et de la Couture pour Dames et Fillettes. And to establish Paris as the world capital of fashion, the syndicate created in 1945, a traveling exhibit of clothes, the Théâtre de la Mode. The Chambre Syndicale de la Haute Couture determines that the maisons must to employ 20 people, at least. They also need to present, at least  50 original models to the collections of Spring/ Summer and Fall/Winter (shown in January and July, respectively). Among the permanent members are Chanel, Dior and Givenchy.

Elie Saab Spring Couture 2013
Não tem pessoa que não goste de Alta-costura, não é? Eu, por exemplo, amo. E vocês, o que acham? Estou curiosa. Beijos!!!

In my opinion there isn't a person who doesn't like Haute Couture. I, for example, love it. And you, what do you think? I'm curious. Kisses!!!

Fotos/ images: We Heart It
Fontes/ source: Wikipedia &  livro Enciclopédia da Moda 

20.1.13

Audrey Hepburn e Givenchy

Hoje faz exatamente 20 anos que Hollywood perdia uma de suas maiores estrelas: a atriz belga Audrey Hepburn. A postagem de hoje é uma homenagem à essa grande atriz, ícone de moda e mulher, que dedicou parte da sua vida a ajudar os necessitados. Ao longo de sua carreira como atriz, Hepburn manteve  relacionamentos próximos com alguns estilistas, em especial, com o francês Hubert de Givenchy.

Exactly 20 years ago, Hollywood was losing one its greatests stars: Belgian actress Audrey Hepburn. The post of today is a tribute to this great actress, fashion icon and woman, who dedicated part of her life helping the needy. Throughout her career as an actress, Hepburn had close relationships with some fashion designers, especially the French one, Hubert de Givenchy.

Audrey Hepburn conheceu Givenchy em 1954, quando esta filmava o filme Sabrina. Como o filme falava sobre a transformação de Sabrina, de uma moça inocente de Long Island para uma elegante mulher em Paris, o figurino devia ser feito por estilista francês. Foi aí que surgiu Givenchy, que fez, no total, três looks para o filme.  Em 1957 ele assina os figurinos de dois filmes em que a diva estrela: Cinderela em Paris e Um Amor na Tarde. Mas foi em 1961 que dois tornam-se ícones da moda, com o filme Bonequinha de Luxo. Nele Audrey vive uma garota de programa muito elegante, chamada Holly Golightly. O vestido longo preto por ela usado no filme virou um ícone e Givenchy consagrou-se. Fora do backstage, os dois tinham um relacionamento muito amigável que durou até a morte de Audrey.

Audrey Hepburn first met Givenchy in 1954, when she was filming the movie Sabrina. The film was about the transformation of Sabrina from a innocent girl came from Long Island to an elegant lady in Paris, then the costume design must be done by a French designer. It was there that emerged Givenchy, who made, a total of three looks to the movie. In 1957 he signs the costume design of two films starred by the diva: Funny Face and Love  in the Afternoon. But it was in 1961 that the two both became fashion icons, with the movie Breakfast at Tiffany's, based on the novel by Truman Capote. In the film, Audrey lives a very elegant call-girl, named Holly Golightly. The long black gown worn by her in the movie became in icon and Givenchy consecrated himself. Outside the backstage, the two both had a very friendly relationship that lasted until the death of Audrey.

Dois ícones da moda mundial, que eu amo. E vocês o que acharam do post? Beijos!!
Two icons of the fashion world, that I love. And you what did you think of the post? Kisses!!

Fotos/ images: Tumblr & Google

17.1.13

Ícone de estilo: Brigitte Bardot

Uma das maiores estrelas do cinema francês, Brigitte Bardot é um ícone da moda e o principal símbolo sexual da década de 60. Elegante, sensual e estilosa, ela conquistou uma legião de fãs. Escandalizou a França ao aparecer de biquíni, com apenas 17 anos, no filme Le Trou normand (1952). Nos filmes em que atuava, Brigitte ditava moda com seus penteados e acessórios. Tornou o biquíni, uma peça essencial no guarda-roupa de uma mulher. Aos 39 anos, abandonou a fama e carreira e começou a dedicar seu tempo à proteção de animais. Em 1986 criou a Fundação Brigitte Bardot e nomeou Dalai Lama como membro honorário. BB também tornou-se vegetariana. 

One of the biggest stars of the French cinema, Brigitte Bardot is a fashion icon and the main sex simbol of the sixties. Elegant, sexy and fashionable, she won a legion of fans. She shocked France by wearing a bikini, at age 17, in the film Le Trou normand (1952). In the movies she acted, Brigitte dictated fashion with her hairstyles and accessories. She turned the bikini, essential in a woman's wardrobe. At age 39, she left fame and career and started devoting her time to the protection of animals. In 1986, she created the Brigitte Bardot Foundation for the Welfare and Protection of Animals and appointed Dalai Lama as an honorary member. BB also became a vegetarian.

Olho de gatinho, cintura fina, franja e coque francês eram suas marcas registradas. Brigitte era tão sensual, que logo, acabou desbancando mulheres como Marilyn Monroe, Jayne Mainsfield e Jane Russell. Gostava muito do xadrez Vichy e do clima litorâneo. Seus cabelos volumosos e loiros tornaram-se o sonho de consumo de muitas garotas. De repente, todas queriam ser Brigitte: forte, destemida, sexy e elegante. Foi ela quem popularizou praias como Saint Tropez, na França  e Búzios, no Rio de Janeiro. Também, tornou-se musa de artistas como Bob Dylan e Caetano Veloso. Uma inspiração, um ícone a ser lembrado por todas as gerações. 

Cat eye, thin waist, bangs and French bun were her trademarks. Brigitte was so sensual that, soon, she ended up displacing women like Marilyn Monroe, Jayne Mainsfield and Jane Russell. She enjoy a lot the chess Vichy and the coastal climate. Her wavy and blonde hair became the consumer dream of many girls. Suddenly, all the girls wanted to be like Brigitte: strong, fearless, sexy and elegant. It was Bardot that popularized beaches such as Saint Tropez, in France and Búzios, in Rio de Janeiro. She also became a muse of artists like Bob Dylan and Caetano Veloso. An inspiration, an icon to be remembered throughout all generations.

O que acharam do ícone da vez? Ela é ou não inspiradora? Beijos!!!
What did you think of the icon showed in the blog? Is she or she isn't inspiring? Kisses!!!

Fotos/ images: Tumblr, Pinterest & We Heart It
Fontes/ source: Wikipedia & Moda. Terra

14.1.13

Maquiagem no verão

O verão merece uma maquiagem mais leve. Não necessariamente em tons nude, mas contendo cores que representem a estação, como rosa, laranja, amarelo, etc. Tons em neon também são válidos pra quem gosta das festas noturnas na estação mais quente do ano. Durante o dia, a dica é abusar de tons mais naturais possíveis, não se maquiar muito. Eu, por exemplo, me maquio menos no verão - mas não consigo abandonar o delineador e o rímel. Tento ser um pouco mais natural durante o dia, e abuso um pouquinho mais à tardinha ou à noite. E você como se maquia no verão? Selecionei algumas imagens com makes que são a cara do verão. 

Summer deserves a lighter make-up. Not necessarily in nude tones, but having colours that represent the season such as pink, orange, yellow etc. Neon tones are also the tip if you like parties at night in the hottest season of the year. During the day, natural tones; don't abuse of dark colours. I, for the example, like my make-up more natural in the summer - but I cannot leave my eye liner or mascara. I try to be more natual during the day, and not too natural at night. And you? How do you make-up yourself in the Summer? I selected some images with the perfect make for the Summer.









Então, gostaram do post? Não deixem de comentar. Beijão<3
So, did you like the post? Comment, please. Kisses <3

Fotos/ images: Tumblr & Pinterest

11.1.13

Filme: Roman Holiday (1953)

Um filme perfeito para as férias. Roman Holiday (ou A Princesa e o Plebeu, em português) é leve, engraçado e um baita clássico. Deu à Audrey Hepburn o Óscar de Melhor Atriz Principal em 1953. Assisti ele há pouco tempo e confesso que foi amor à primeira vista. Além de ser um filme estreado por Audrey Hepburn, minha atriz predileta, ele ainda tem uma história romântica e um figurino incrível. Passado em Roma, o filme conta a história de Anya, uma princesa entediada, que durante uma visita à Itália, decide fugir e passar um dia divertindo-se na cidade. No caminho, ela conhece Joe Bradley e Irving Radovich, um repórter e um fotógrafo que disfarçados, decidem registrar esse dia na vida da princesa. No elenco estão, além de Hepburn, Gregory Peck e Eddie Albert. Recomendo muito o filme, pessoal. Selecionei algumas fotinhos. 

A perfect film for holidays. Roman Holiday is light, funny and a great classic. It was also the film that Audrey Hepburn won the Academy Award for Best Actress in 1953. I watched it recently and I confess that was love at first sight. The film has a very romantic plot and an amazing costume design. Spent in Rome, the movie recounts the story of Anya, a bored princess that during a visit to Italy, decides to run away and spend a whole day having fun around the city. Then she meet Joe Bradley and Irving Radovich, a journalist and a photographer disguised that decide to register this moment in the life of the princess. In the cast, besides Hepburn, are Gregory Peck and Eddie Albert. I really recommed this film, guys. 






Pessoal recebi uma meme do blog La Vie en Rose..., mas vou postá-la somente no final do mês.
O que acharam da dica de filme? Beijos!!!!!

What did you think of the post? Kisses!!!!

Fotos/ images: Tumblr & Google

6.1.13

Mary Quant e a minissaia

Confesso que eu não era  fã de minissaias, na verdade sempre  preferi saias godê, cintura alta ou as não muito curtas. Mas ultimamente com o calor do verão e a temporada de ir à praia em alta, vou confessar que  elas têm me atraído, sabe? Acho que talvez seja o fato delas terem ficado famosas na década de 60, uma das minhas décadas vintage  prediletas. E você gosta de minissaias? Sabe como elas surgiram? A data de criação das minissaias ainda é desconhecida. Sabe-se que elas ficaram bastante famosas depois da Primeira Guerra Mundial e que na década de 20, eram muito usadas pelas flappers. Mas foi durante a década de 60 que elas tornaram um estouro. O responsável por isso tudo? Mary Quant.

I confess that I wasn't a huge fan of miniskirts. I always liked gode or mid skirts. But lately, with the warm weather and the beach season, I'm going to confess that the miniskirts are attracting me, you know? I think it is probably due to the fact that they had become very famous in the sixties, one of my favourite vintage decades. And you? Do you like miniskirts? Do you know when they popped up? Their date of creation is unknown. It is known that they became famous after the World War I and during the twenties, they used to be worn by flappers. But it was in the sixties that they turned an icon. Who was the accountable for it? Mary Quant. 

Mary Quant, estilista britânica, foi uma das responsáveis pelo estouro da minissaia. Tudo começou quando Mary abriu uma boutique, a Bazaar, na King's Road, em Londres. Lá, ela vendia peças de roupas jovens de outros estilistas, mas logo começou a criar as suas próprias peças. Naquela época, roupas de baixo custo e coloridas eram destinadas ao público jovem e logo Mary tornaria-se um ícone. Muitas vezes, ela mesma era a modelo de suas criações. Em 1965, surgiria a minissaia, que recebera este nome por causa do modelo de carro favorito de Mary, o Mini. O sucesso da minissaia foi grande e de repente, todas as moças estavam usando-a. Numa década repleta de preconceitos e mudanças, a minissaia ganha sua voz e vira um grande símbolo do feminismo dos anos 60. 

Mary Quant, British fashion designer, was one of the accountables for the explosion of mini skirt. Everything began when Mary opened a little boutique, called Bazaar, at the King's Road, in London. There, she used to sell clothes of other fashion designers, but soon she started to create her own ones. In that time, low-cost and colourful clothing were for the young public and soon, Mary became an icon. Sometimes, she was the model of her own creations. In 1965, emerged the mini skirt, tha received this name because of the Mary's favourite car model, the Mini. The huge success of the mini skirt was big and suddenly, all the ladies started wearing it. In a prejudiced decade and full of changes and revolutions, the miniskirt wins her own voice and turn a great simbol of the feminism of the sixties.

O que acharam do post? Interessante ou não? Beijos!!!
What did you think of this post? Interesting or not? Kisses!!!

Fotos/ images: Tumblr & We Hearted It.
Fonte/ source: Random History, Wikipedia & livro Enciclopédia da Moda, de Georgiana O' Hara Callan.

3.1.13

Inspiração: verão vintage

O verão é uma estação muito inspiradora para mim - só perde para o inverno. É também a época do ano em que eu mais desenho e blogo. As paisagens litorâneas ou do campo são tão lindas que tenho vontade de tirar foto de cada detalhe que compõe o ambiente. Confesso que não sou fã do calor extremo que faz na estação, mas adoro sentar em frente ao mar e sentir aquela brisa que vem das águas. O verão, apesar de tudo, é uma estação leve e relaxante. Tudo emociona, tudo inspira. As cores, o canto dos pássaros, as estampas, o Sol, o mar, etc. Nesse momento gostaria de estar numa praia com um pouco de vento, ouvindo o barulho vindo do oceano e relaxando. E você fica inspirado no verão? Não? Bem, separei algumas imagens pra lá de inspiradoras pra você. 

Summer is the most inspiring season in my opinion - after Winter, of course. It is also the period of the year that I draw and blog more. The coastal or countryside landscapes are so beautiful that I've been wanting to take pictures of all the details. I confess that I'm not a huge fan of the hot weather, but I like to sit in front of the sea and feel that breeze coming from the water. Summer, after all, is a light and relaxing season. Everything inspire, everything touches. The colours, the singing of the birds, the patterns, the Sun, the sea, etc. At this moment I would like to be in windy beach, listening to the noise coming from the ocean and relaxing. Do you get inspired in the Summer? No? Well, I select some very inspiring images to you.









Então, ficou inspirado agora? Beijos!!!!!
So did you get inspired now? Kisses!!!!

Fotos/photos: Tumblr & We Heart It